em ,

Wesley Safadão e mulher são indiciados por fraudar sistema de saúde

O cantor cearense Wesley Safadão, a mulher dele, Thyane Dantas, e outras seis pessoas foram indiciadas, nesta sexta-feira (29), pela Polícia Civil do Ceará por fraude e irregularidades na vacinação contra a Covid-19.

O inquérito foi enviado ao Tribunal de Justiça (TJCE) e o casal e outras pessoas deverão responder na Justiça estadual pelos crimes de peculato e infração de medida sanitária. Segundo a Polícia Civil, as penas somadas podem chegar a 13 anos de prisão.

Segundo informações policiais, a tal esposa do Safadão, Thyane Dantas, fraudou o sistema de saúde ao ser vacinada contra a Covid-19 antes da sua vez. Segundo as informações, a esposa de Safadão tomou a vacina irregularmente em 8 de julho de 2021, aos 30 anos de idade, enquanto o calendário municipal de vacinação previa aplicação em pessoas com 32 anos ou mais.

Já Wesley Safadão e sua produtora Sabrina Tavares estavam agendados para serem vacinados no no Centro de Eventos do Ceará, mas foram a outro posto de vacinação em um shopping para escolher outra vacina, o que também implica crime e fraude do sistema de saúde.

De acordo com a Polícia Civil, as investigações indicaram que o bando de Safadão contou com três servidores públicos da Secretaria da Saúde do Município (SMS) de Fortaleza, que também fraudaram o sistema para oferecer a vacinação irregular ao trio.

Além de Safadão, pelo visto é Wesley é também um pilantra da pior qualidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Bolsonaro assume as 600 mil mortes por Covid-19: “Mas foi tudo no exercício do dever, tá ok?”

Bolsonaro assume as 600 mil mortes por Covid-19: “Mas foi tudo no exercício do dever, tá ok?”

Após torrar milhões de reais em motociatas, Governo Bolsonaro quer esconder gastos públicos