em ,

“Estamos jogando roleta russa com a humanidade” adverte Boletim de Cientistas Atômicos

“Líderes impetuosos, disputas diplomáticas intensas e instabilidades regionais se combinam para criar um contexto internacional no qual os perigos nucleares são muito reais”

Nem mesmo nos momentos mais críticos da Guerra Fria o mundo esteve mais próximo do abismo, é o que garante o Boletim de Cientistas Atômicos, que desde o ano passado mantém o Relógio do Apocalipse no horário de 23h58, indicando que estávamos apenas a dois minutos do fim da humanidade.

Parece piada? A equipe responsável contém nada menos que quinze ganhadores do Prêmio Nobel. Vale lembrar que 99.9% das espécies que já habitaram o planeta Terra estão extintas.

Entre os riscos apontados pelos cientistas, além das guerras, fome e da ameaça nuclear surgida no século XX, no futuro precisaremos nos preocupar também com o avanço da inteligência artificial, a biotecnologia e a engenharia genética – atualmente edição genética com a técnica CRISPR permite fazer qualquer coisa com os organismos vivos, como mostrou o caso do cientista chinês He Jiankui, que criou os primeiros bebês geneticamente modificados sem qualquer regulamentação.

Não vamos esquecer também do aquecimento global e da destruição predatória dos recursos naturais…

Fonte El País

A República do Ódio e a chance perdida por Moro

Clipe de Daniela Mercury com Caetano Veloso é alvo de protestos na internet