em

KakakaKakaka CurtiCurti TopTop Eita!Eita! ChoreiChorei BrabuBrabu

Moro: “Quando Carluxo via críticas ao governo do pai, batia o pé, gritava ‘ai, que ódio!’ e acionava o ‘gabinete do ódio’”

Este texto é de conteúdo satírico, ou seja, sem compromisso com a verdade.

Moro: “Quando Carluxo via críticas ao governo do pai, batia o pé, gritava ‘ai, que ódio!’ e acionava o ‘gabinete do ódio’”

O ex-ministro da Justiça, ex-juiz e ainda “conje” de Rosangela prestou depoimento à Polícia Federal no curso das investigações sobre atos antidemocráticos. Entre as declarações do filho mais ilustre de Maringá, podemos destacar a confirmação de que Carluxo integra o chamado “gabinete do ódio” e que, pior, tenha tudo para ser o líder.

“Éééééé… Os ministros, ééééé, sabem que o filho do presidente, éééé, integra o ‘gabinete do ódio’. Quack! Inclusive, ééééé, esse braço de fake news do governo, éééééé, é conhecido assim porque, éééééé, quando Carluxo via críticas ao governo do pai, ééééééé, batia o pé, gritava ‘ai, que ódio!’ e acionava o ‘gabinete do ódio’”, disse Sérgio Moro.

A coleta das informações fornecidas por Moro só foi possível com o recurso de tradução simultânea feita por um profissional fluente em “marrequês”, idioma nativo do melhor amigo de Deltan Dallagnol.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Marcelo Crivella vence o Prêmio Jabuti de melhor fake news das eleições 2020

Derrotado no segundo turno, Marcelo Crivella diz que vai abandonar a política e tentar carreira no museu de cera Madame Tussauds

Derrotado no segundo turno, Marcelo Crivella diz que vai abandonar a política e tentar carreira no museu de cera Madame Tussauds