em , ,

BrabuBrabu KakakaKakaka

Neymar disse que não quer “levar um chocolate” em campo e, para evitar que isso aconteça, decidiu procurar uma autoridade no assunto

Este texto é de conteúdo satírico, ou seja, sem compromisso com a verdade.

Neymar disse que não quer “levar um chocolate” em campo e, para evitar que isso aconteça, decidiu procurar uma autoridade no assunto

O menino Neymar passou as festas de fim de ano no Brasil. Chegou até mesmo a promover uma festinha modesta para 150 pessoas. Segundo ele…

“Apenas para os parças mais chegados.”

Todos os protocolos de segurança – da imagem do jogador – foram seguidos à risca. Os celulares dos convidados, por exemplo, ficaram retidos na entrada.

“O que acontece em Neymarpalooza fica em Neymarpalooza.”

Disse um ex-BBB que preferiu não se identificar.

“Foi muito louco! Eu quero ir na próxima, bichão! Coloca meu nome aí, não. Na moral.”

Passado o réveillon e curada a ressaca, o ídolo das neymarzetes foi ao Maracanã para tirar um molde dos seus pés para ser gravado na calçada da fama do estádio.

O que surpreendeu o mundo da bola foi a presença do senador da república Flávio Bolsonaro – que já atendeu pelo nome de Flávio B., apenas Flávio e, por muito pouco, não exigiu ser chamado de F. -, conhecido pelos íntimos como Zero Um.

Neymar explicou que o primogênito de Jair Bolsonaro estava ali apenas para desempenhar um papel de coach.

“Lembra do 7×1? Eu não estava em campo, mas senti um pouco do baque. Se Papai do Céu quiser eu nunca vou ‘levar um chocolate’ daqueles estando em campo. Foi aí que eu pensei: ‘Pô! Por que não? Por que não pedir uma ajuda pro meu parça que entende tudo do assunto?’ (risos)”

Curtiu ou reprovou? Vote neste conteúdo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings