em , , ,

KakakaKakaka BrabuBrabu ChoreiChorei

“Liguei pro Trump e ele me disse: ‘Se Ford aí!'”, diz Bolsonaro sobre as demissões da Ford no Brasil

Este texto é de conteúdo satírico, ou seja, sem compromisso com a verdade.

“São quase 5.000 patriotas estimulados a praticar o distanciamento social”, diz Bolsonaro sobre as demissões da Ford no Brasil

A Ford anunciou que vai parar de fabricar automóveis no Brasil. As fábricas de Camaçari (BA) e Taubaté (SP) serão as primeiras a terem as suas operações encerradas.

A instalação localizada em Horizonte (CE), que dá conta da produção dos automóveis da marca Troller – empresa cearense adquirida pela multinacional americana em 2007 – seguirá com suas operações até o fim de 2021.

Bolsonaro não decepcionou e levou a sua claque à loucura com mais uma declaração lunática durante a saída do Palácio da Alvorada:

“Não era distanciamento social que a imprensa porca, canalha, nojenta e imoral queria? Pronto! Agora ninguém mais vai ter que sair de casa pra trabalhar. Só falta agradecer a essa multinacional comunista que produz carros com o volante do lado esquerdo. Porque se isso não for uma mensagem subliminar de que a esquerda é que deve guiar a sociedade, eu não sei mais o que é.”

A resposta do CEO da Ford na América do Sul, Lyle Watters, foi de 0 a 100 km/h em pouquíssimos segundos.

“Ele pode subir o tom de voz à vontade, mas jamais conseguirá ficar tão alto quanto o preço da gasolina.”

Bolsonaro ligou para a Casa Branca mendigando conselhos sobre como agir diante dessa situação. Trump, cuidando da mudança e irritado por ter de colocar seus pertences em caixas de papelão, mandou uma resposta direta e típica dele:

“Se Ford aí!”

Deixe uma resposta

Avatar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Curtiu ou reprovou? Vote neste conteúdo!

“A vacinação terá início no ‘dia D’ de demente, na ‘hora H’ de hospício”, diz Eduardo Pazuello; vídeo

Não seja como Karol Conká, que mostra preconceito contra nordestinos