Jair Bolsonaro chama Paulo Freire de energúmeno.
em

“Paulo Freire é um energúmeno. E olha que de energúmeno eu en-ten-do! Tá ok?”, disse Bolsonaro

Este texto é de conteúdo satírico, ou seja, sem compromisso com a verdade.

Jair Bolsonaro chamou o educador Paulo Freire de energúmeno.

Lembrando que Jair é pai de Eduardo Bolsonaro, aquele que escreve “fundo do posso” ao invés de “fundo do poço”, e do Carluxo, que confunde “felpudo” com “polpudo”.

“Eu convivo diariamente com a Damares, com o Sales, com o Weintraub… Pelo amor de Deus! Vocês acham que eu não reconheço um energúmeno quando vejo um?”

Paulo Freire, o energúmeno em questão, é autor do livro “Pedagogia do Oprimido”. A obra é a única brasileira a entrar na lista dos 100 títulos mais pedidos pelas universidades de língua inglesa.

É claro que nem é preciso dizer que todas essas universidades que estão aí – como diria Bolsonaro com a riqueza lexical que lhe é peculiar – são todas marxistas-esquerdistas-comunistas.

Além disso, desde 2012, Paulo Freire é o patrono da educação brasileira.

A fala de Bolsonaro demorou poucos minutos, tempo mais que o suficiente para fazer 38 gestos de “arminha com as mãos”.

Avatar

Publicado por Francisco da Chaga Mendes

Um intelectual de várzea.

Sérgio Camargo Fundação Palmares

“Vou tomar banho de Liquid Paper para ser nomeado”, diz Sérgio Camargo que foi impedido de assumir a presidência da Fundação Palmares

Marcelo Crivella suspende pagamentos da prefeitura do Rio de Janeiro.

“O 13 é um número de Satanás e não vou mover uma palha da manjedoura do menino Jesus para pagar o 13º dos servidores”, diz Marcelo Crivella