em ,

Facebook bane pesquisadores que apontam que a rede social fatura alto com fake news

Pesquisadores da Universidade de Nova York descobriram novos dados mais do que interessantes sobre a disseminação de desinformação no Facebook, as famosas fake news, apesar disto o Facebook preferiu banir os pesquisadores…

O estudo descobriu que, de agosto de 2020 a janeiro de 2021, conteúdo com desinformação obteve seis vezes mais cliques no Facebook do que postagens contendo notícias factuais. A desinformação também foi responsável pela grande maioria do envolvimento com postagens da extrema direita – 68% – em comparação com 36% das postagens vindas da extrema esquerda.

O Facebook bloqueou as contas pessoais dos pesquisadores e o acesso ao site no mês passado. A empresa disse que sua decisão de banir os pesquisadores estava relacionada a um estudo separado sobre anúncios políticos que envolvia o uso de uma extensão de navegador que permitia aos usuários compartilhar anonimamente os anúncios que viram no Facebook com os pesquisadores, o que vai de encontro com as regras da plataforma. Ainda assim a extensão continua funcionando, o que levanta suspeitas sobre as verdadeiras intenções do facebook.

A reportagem completa está na CNN internacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Militares no governo Bolsonaro acumulam ‘boquinha’ de até 260 mil reais mensais

Governo Bolsonaro joga 240 milhões de reais em medicamentos no lixo