em ,

KakakaKakaka Eita!Eita! CurtiCurti ChoreiChorei TopTop

Queiroz chegava a levar cadeira de escritório para a frente do caixa eletrônico quando ia efetuar depósitos para a família Bolsonaro

Este texto é de conteúdo satírico, ou seja, sem compromisso com a verdade.

Queiroz chegava a levar cadeira de escritório para a frente do caixa eletrônico quando ia efetuar depósitos para a família Bolsonaro

A política brasileira é capaz de nos brindar com reviravoltas dignas de causar inveja aos melhores e mais premiados roteiristas nacionais e internacionais. Fabrício Queiroz, por exemplo, é um personagem que estava previsto para atuar apenas como figurante, mas desempenhou também o seu papel que mereceu um destaque maior.

Há alguns meses foi divulgado que Queiroz teria depositado R$ 89.000,00 (oitenta e nove mil reais) em cheques – 21 para ser mais exato – para Michele Bolsonaro. Um trabalho artesanal em meio a tantos recursos tecnológicos disponíveis para essa finalidade.

Para ele, funcionário padrão que é e amigo devotado da família Bolsonaro que sempre foi e será, aquela tarefa não era ingrata. Pelo contrário, ele parecia se divertir e chegou a fazer boas amizades junto aos funcionários do banco.

“Era praticamente um dos nossos. Conhecia todo mundo pelo nome: os seguranças, os caixas, os gerentes… Até com a tia do cafezinho ele brincava. E sem contar que ele já chegou a participar mais de uma vez de amigo oculto com a gente”, destaca um dos seguranças da agência.

Márcia Aguiar, sua esposa, que o rendia no horário do almoço, depositou seis cheques que completaram o valor total.

Deixe uma resposta

Avatar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Curtiu ou reprovou? Vote neste conteúdo!

População protesta na Guatemala com incêndios e guilhotina no Congresso, que suspende medidas e se retrata com povo

Marcelo Crivella vence o Prêmio Jabuti de melhor fake news das eleições 2020