em , ,

Justiça Federal arquiva investigação por charge com Bolsonaro nazista

Coberto pelo engavetador geral Augusto Aras, o governo do presidente Jair Bolsonaro segue perseguindo opositores e críticos com base numa lei distorcida conhecida como Lei de Segurança Nacional.

Essa tal lei é foi criada em 1983 quando o Brasil ainda vivia em regime da ditadura militar e atualmente é combatida em todas esferas jurídicas, justamente por estar sendo utilizada pelo governo federal e ministério da justiça – que de justiça passa longe, servindo atualmente apenas para assegurar o projeto político bolsonarista.

Felizmente a juíza Pollyana Kelly Maciel Medeiros Martins Alves, da 12ª Vara Federal de Brasília, mandou arquivar a ‘investigação’ – ou seria perseguição política? – contra o cartunista Renato Aroeira e o jornalista Ricardo Noblat, que publicaram uma charge com Jair Bolsonaro pintando a suástica nazista por sobre o símbolo da saúde.

A charge foi publicada depois do presidente Bolsonaro sugerir, em uma live, que seus seguidores entrassem em hospitais públicos para filmar os leitos de UTI e mostrar se eles estão realmente ocupados. Como se meio milhão de mortos pela Covid-19 fossem ilusão… essa é a verdadeira piada.

Curiosamente os nazistas têm em comum o ato da constante mentira e enganação. Vale lembrar que durante a segunda guerra mundial quando o mundo combatia os nazistas, estes utilizaram a máquina estatal para espalhar desinformação – sem contar terem drogado e viciado boa parte da população com metanfetamina para que os iludidos continuassem lutando pela pátria.

Semelhança com os bolsonaristas não é mera coincidência, basta ler qualquer jornal veiculo de imprensa sério para ver como mentem sem pudor os bolsonaristas sempre que acuados por sua própria incompetência.

Curtiu ou reprovou? Vote neste conteúdo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings