em ,

Cancelada pelo Governo do Rio, performance artística é realizada no meio da rua

Após o governador Witzel censurar uma apresentação artística que seria realizada na Casa França-Brasil, o governador do Rio de Janeiro teve que amargar o efeito contrário de sua intenção dando mais visibilidade a contestação do coletivo cultural És Uma Maluca ao governo e a banalização da violência.

Impedidos de realizar a performance dentro da casa França-Brasil, administrada pelo estado, que alegou questões contratuais, os artistas do coletivo realizaram a performance na tarde desta segunda-feira (14) no meio da rua. Após negociar com a equipe do 5º Batalhão da Polícia Militar, que autorizou desde que a artista Juliana Varner estivesse vestida e não nua como no roteiro original, a artista se deitou no chão ao lado de um bueiro com inúmeras baratas, que subiam pelo seu corpo. Uma intervenção sonora reproduzia algumas das absurdas falas do presidente da República, Jair Bolsonaro.

 

Fotos de Rodrigo Santos e Pedro Rocha.

Caso Battisti: traição de Evo Morales e Polícia Federal seguindo sinal fantasma

Caso Battisti: Direitos autorais não seriam suficientes para manter italiano no Brasil